Wednesday, August 22, 2007

Make Love Not War


Pena que tava chovendo e a gente também não tinha tempo. Ontem passamos por Woodstock. Fui meio hippie minha vida inteira. Aos 15 anos só vestia roupas indianas, lenços, e ouvia Janis Joplin, muita Janis Joplin. Queria fazer uma tatuagem igual a dela, uma pulseira no braço, linda. Meu pai não achou uma boa idéia e me tirou da cabeça. Mas voltando a Woodstock. Foi emocionante passar por ali, a cidade é linda, cheia de galerias de arte (mora muito artista lá), cafés e restaurantes super charmosos. Passamos bem rápido. O Mauro ainda quis tirar foto, mas tava chovendo e eu não me animei muito. Quero ir com mais calma, pra poder andar, vasculhar, descobrir coisas. Tenho esse pensamento romântico que o espírito de Woodstock ainda existe. Peace and Love.

4 comments:

Marcelo said...

Legal hein... Tirou fotos lá?
Eu li uma vez que o festival de Woodstock não foi realizado na CIDADE de Woodstock. Mas sim em Bethel...

Nícolas said...

Woodstock chovendo deve ser legal, Cintia. Especialmente se tiver uma laminha... Mais clássico, impossível!

mauro said...

yes - "woodstock" (o festival) rolou na verdade a umas 40 milhas da cidade de woodstock, em Bethel - na fazenda de Max Yasgur, onde leite era a producao principal. Chegam a ficar em condados distintos (woodstock em sullivan county, bethel em ulster county). Foi o filho dele que o convenceu a ceder a fazenda, uma vez que o evento se mostrou grande demais pros outros lugares, e que tais lugares começaram a recusar o festival - que quase nao aconteceu, nao fosse por isso. Infelizmente, a aftermath da coisa toda é que a fazenda foi destruída, e os vizinhos processaram Max por danos na propriedade deles por mais que a fazenda dele valia. Ele vendeu a fazenda dois anos depois, e pouco mais de um ano mais tarde, morreu de ataque do coracao, aos 53 anos de idade. A música "woodstock" de Joni Mitchell fala sobre ele e a fazenda
"... I came upon a child of God
He was walking along the road
And I asked him where are you going
And this he told me
I'm going on down to Yasgur's farm
I'm going to join in a rock 'n' roll band
I'm going to camp out on the land
I'm going to try an' get my soul free... "

Livia said...

Eu fui!!! À cidade, não ao festival, claro, que eu ainda não tinha nascido quando esse se passou! Hahahaha, yeah, sure...
Mas a cidade é uma "gracinha", mesmo! Fui um dia lá, há muitos anos... Conheci (e tirei foto com) um cara que é "patrimônio cultural" da cidade, um hippie muuuuuuito hippie, velhão, que fica por lá pela pracinha, vocês têm que ver!
Cíntia, tem tuuuudo a ver com você, você ia adorar!